Porque a Nintendo saiu do Brasil
Explicando de uma vez por todas esse assunto

OBS: Esse artigo visa explicar porque a Nintendo saiu do Brasil, baseado no contexto em que isso aconteceu (2015), portanto, não vou explicar toda a história nem o convívio dela aqui no país, tão pouco dizer se ela está certa ou errada.

A incompetência da Gaming do Brasil (1° Motivo)

A Gaming do Brasil era a antiga parceira da Nintendo desde 2003, sendo ela que distribuía o GameCube, GBA, DS, Wii, 3DS e Wii U no país, no começo ela fazia um bom trabalho oferendo uma boa distribuição, mas isso começou a mudar a partir de 2012 pra frente, com os consoles cada vez mais escassos nas lojas, tanto os jogos quanto os consoles eram porcamente oferecidos ao varejo, cada vez mais era difícil encontrar alguma coisa de Nintendo em alguma loja, e os que tinha estavam lá á muito tempo, além que quem tinha Nintendo em estoque era uma grande minoria, com preços nada convidativos.

Essa falta de compromisso da Gaming do Brasil foi uns dos fatores que ocasionou a saída da Nintendo no Brasil, mas não a única.

O Marketing (2° Motivo)

Não foi a apenas a péssima distribuição que ajudou a Nintendo à sair do país, mas também o péssimo marketing aqui no Brasil, as propagandas de Nintendo na TV aberta eram muito escassas (isso piorou ainda mais na época do Wii U onde sequer eram feitas), e na TV fechada tinha os mesmos problemas, quase não tinha uma propaganda de Nintendo em lugar nenhum, era sempre algo obscuro, o que realmente tinha não atraia o público mais leigo, apenas os que já conheciam a Nintendo á muito tempo.

Nesse período, o Marketing do Wii U era extremamente fraco, não funcionava quase em nenhum lugar, muito menos no Brasil

As propagandas mais recentes da Nintendo eram apenas dubladas e nenhuma foi realmente feita aqui no Brasil, além que a Gaming do Brasil não procurou parceira com a Globo ou Record para vincular elas, sendo esse outro fator importante pela saída da Nintendo no Brasil.

A Crise da Nintendo (3° Motivo)

Nesse período (2013-2015) á Nintendo estava enfrentando uma crise momentânea, acumulando resultados cada vez mais negativos, o Wii U estava dando bastante prejuízo, e o 3DS e os Amiibos eram as únicos que davam lucros para a empresa nesse momento.

Por causa desses fatores, a Nintendo teve que fazer um corte de gastos e decidiu cortar o suporte de vários países, entre eles, o Brasil.

O mercado limitado (4° motivo)

Outro motivo que levou a Nintendo à sair do Brasil foi que ela trabalha apenas em um mercado (videogames), tornando o suporte no Brasil cada vez mais difícil.

Aqui no Brasil, o mercado de games é extremamente tributado, com impostos altíssimos, além dos videogames ainda serem considerados como jogos de azar, fazendo a tributação ser ainda pior.

Isso também explica porque a Sony e Microsoft continuam dando suporte para o Brasil, pois eles trabalham em outros mercados (TV, Celulares, Computadores) facilitando bastante a vida delas aqui no país, diferente da Nintendo que por trabalhar apenas em games, acabava perdendo com as altas taxas e impostos abusivos.

A crise econômica Brasileira (5° Motivo)

Em 2015, o Brasil estava enfrentando uma grave recessão e uma queda absurda de rendimento, foi uma crise extremamente pesada, afetando todos os setores da economia, lojas faliram, pessoas perderam os empregos, a politica se tornou um completo caos, a corrupção ficou mil vezes pior, o investimento foi amplamente reduzida, o PIB caiu, a Bolsa do país também, o dólar estava alto e muitos desses problemas permanecem vivas até hoje.

Isso foi o fator determinante para a saída da Nintendo no Brasil, pois se a própria Nintendo estava enfrentando uma crise, investir no Brasil naquele momento só ia piorar ainda mais sua situação, pois o ambiente no Brasil nesse período era pura insegurança e caos completo.

Politicas protecionistas (Último Motivo)

Como a Nintendo não fabricava os seus consoles no país, muito menos ter um escritório oficial também, acabou sendo bastante complicado para a Nintendo fazer alguma coisa aqui, pois ela tinha muitas dividas a pagar com o governo, que por causa das suas politicas nada convencionais para uma multinacional como a Nintendo, acabava perdendo mais do que ganhando (já que ela tinha muitos custos a se pagar apenas porque não trabalhava efetivamente no país).

Re-capitulando

Esses então, foram os fatores determinantes para a saída da Nintendo no Brasil

  • 1° A Gaming do Brasil foi extremamente incompetente
  • 2° O péssimo marketing e distribuição
  • 3° A crise da própria Nintendo
  • 4° A crise Brasileira na época
  • 5° O mercado da Nintendo limitava seu suporte no Brasil
  • 6° Taxa, Tributação e Impostos abusivos
  • 7° Acúmulos de prejuízos, e nenhum lucro no país
  • 8° As politicas protecionistas do Brasil
  • 9° O corte de gastos para não gerar mais perdas
  • 10° Não conseguir atingir um publico mais amplo

Smiley face