Confira nossas escolhas

Depois de 2012 a industria de games nacional retomou o crescimento após duas décadas perdidas. Isso ocorreu tanto pelo acesso a ferramentas e engines modernas de desenvolvimento quanto pelo crescimento de plataformas digitais que tornou o caminho para publicação de jogos tupiniquins um pouco menos tortuoso e ajudou-lhes a mostrar todo talento que tinham.

A Nintendo por outro lado tem dado um apoio cada vez maior aos jogos independentes, por enquanto o suporte aos desenvolvedores brasileiros não é tão bom, mas esperamos que isso possa mudar com o novo console da empresa.

Pensando nisso elaboramos uma lista com jogos produzidos por estas bandas que gostariamos de ver no Switch pela sua qualidade e diversão que proporcionam. Priorizamos a diversidade dos titulos (dos mais variados estilos) de modo que a lista tivesse jogos de estilos tão variados indo de estrategia a plataformer, adventures a visual novels entre outros. 

1 - Aritana e a Pena da Harpia (Plataformer ) - 2014

Aritana e a Pena da Harpia é uma aventura plataformer, side scroller, em 2.5D, com uma trilha sonora fantástica. Nele você encarna Aritana, um jovem indigena, que deve subir a montanha em busca de uma pena de harpia, item com poderes misticos que podem salvar o pajé da tribo. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: O jogo lembra Donkey Kong Country mas com um nível de dificuldade bem mais elevado.  É um jogo francamente inspirado pelo espirito de jogos Nintendo. Atualmente está disponível para PC e Xone, (e há um novo jogo programado) mas quem sabe não veremos algo assim no Switch?

2 - Ballistic Overkill (FPS ) - 2016

Ballistic Overkill é um game derivado do shooter multiplayer frenético de browser Ballistic. É um jogo feito para ser rápido e fácil de jogar, sem regras ou configurações complexas: é matar ou ser morto. O plot gira em torno de uma história de uma disputa de mercenários, pagos por megacoorporações, por uma nova fonte de energia.

Porque gostaríamos de ver no Switch: Os consoles da Nintendo não costumam ter muitos FPS e por isso afastam muitos dos jogadores. Um FPS rápido e simplificado pode ser uma ótima porta de entrada no mundo desses jogos. Além disso o jogo se beneficiaria bastante de uma parceria com a Nintendo porque afastaria cheaters.

3 - Chroma Squad (Estratégia) - 2015

Chroma squad é um divertido RPG tático (estrategia tatica) inspirado nos tokusatsus que fizeram a alegria da galera que teve infância na década de 1990. Com uma pegada cômica, no jogo cinco dublês de tokusatsus decidem abandonar seus empregos e iniciar seu próprio programa de TV! Agora você deve dirigir esse estúdio e evolui-lo tornando seu programa um grande sucesso. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: O jogo é extremamente divertido e engraçado além de ter todo potencial de agradar aos mais diversos públicos. Bonus: os japoneses devem adorar.

4 - Damned (Survival Horror) - 2014

Damned é um jogo de horror multiplayer que comporta até 5 jogadores simultaneos. O jogador deverá encontrar o caminho para fora de locais "assombrados" por uma terrível criatura. O game inova ao permitir que os jogadores controlem os sobreviventes que devem buscar chaves e ferramentas para tentar escapar do lugar ou mesmo pode encarnar o monstro que persegue os demais jogadores. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: O jogo vendeu horrores na loja Steam e traria uma variedade a loja do Switch.

5 - Dungeonland (Hack and Slash) - 2013

Dungeonland tem uma proposta semelhante ao jogo anterior dessa lista, aqui você pode controlar os sobreviventes ou o inimigo. Só que este não é um jogo de terror e sequer é jogado em primeira pessoa. Dungeonland é um hack and slash que leva os jogadores em uma excursão através de um parque temático medieval como um dos heróis (das classes assassino, guerreiro e mago) ou mesmo com o mestre da masmorra que tem por objetivo tornar a vida dos hérois mais difícil.

Porque gostaríamos de ver no Switch: O jogo é bem divertido e tem uma cara bem Nintendo e proporcionaria uma bela integração entre amigos num jogo frenético.

6 - Horizon Chase (Corrida) - 2015

Horizon Chase é um jogo de corrida inspirado nos grandes sucessos dos anos 80 e 90: Out Run, Lotus Turbo Challenge, Top Gear (SNES), Rush, entre outros. Em cada curva de cada volta Horizon Chase remonta a jogabilidade clássica dos jogos arcade.

Porque gostaríamos de ver no Switch: O game é inspirado em um dos maiores sucesso do SNES só isso já seria motivo mais que suficiente para traze-lo o Switch. Além disso o jogo é divertido e muito bem feito, a trilha sonora foi feita pelo autor da trilha do Top Gear original. O game vai sair para PS4 então porque não no Switch?

7 - Knights of Pen and Paper +1 (RPG) - 2014

Knights of Pen and Paper+ é jogo inspirado nos jogos de RPG de mesa, bastante populares na década de 1990. Produzido pelo mesmo estúdio de Chroma Squad este é um game com uma pegada cômica, em pixel art, onde você deve explorar masmorras e cenários diversos fazendo suas próprias campanhas enquanto evolui seus próprios personagens. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: O game é divertidíssimo, vendeu horrores por onde passou e se encaixaria muito bem na proposta de console da Nintendo.

8 - Momodora: Reverie Under the Moonlight (Plataformer) - 2016

Momodora: Reverie Under the Moonlight é um plataformer, pixel art em 2D e side scroller, continuação dos jogos indies gratuitos Momodora 1, 2 e 3. É um jogo de ação clássico em pixel art cheio de segredos e itens para evoluir. A historia dessa vez gira em torno de uma ancestrado das protagonistas dos primeiros jogos.

Porque gostaríamos de ver no Switch: Na verdade gostariamos de ver uma coletania com os 4 Momodoras no Switch. Este é um ótimo plataformer 2D, muito bem feito e seria um ótimo acrescimo à biblioteca do Switch. Ah! O desenvolvedor é fã da Nintendo.

9 - Mr. Bree+ (Plataformer) - 2013

Mr. Bree+ é tambem um plataformer side scroller, remake do jogo anterior (Mr.Bree) e inspirado em jogos como Super Meat Boy. No jogo o Sr. Bree, um porco pai de família é capturado por temíveis javalis e enviado para o campo de trabalhos forçados. Em sua fuga o porco perde a memória e agora deve, não só voltar para sua família, como tambem recuperar suas memórias. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: Um plataformer inspirado em Meat Boy? Traga logo isso Nintendo.

10 - Odallus (Ação) - 2015

Odallus é um game de plataforma e exploração inspirado em retrogames como Castlevania, Megaman, Metroid, Demons Crest e Ghosts'n Goblins. Com o foco na exploração o jogo se destaca pela excelência no design de fases e pela variedade no gameplay. Na história um guerreiro cansado de batalhas volta a sua vila e descobre que ela foi atacada e que seu filho foi capturado por um senhor das trevas. Agora cabe a esse guerreiro enfrentar uma última vez as forças das sombras. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: Este é certamente um dos melhores jogos feitos por aqui. Muito bem feito, com um ótimo design de fases o game foi chamado pelo Destructoid de o melhor Castlevania já feito nos últimos tempos. O jogo foi inspirado em games que foram sucesso no Nintendo e Super Nintendo.

11 - Oniken (Ação) - 2012

Este foi o primeiro jogo da Joymasher o estúdio criador de Odallus, mas embora também seja um side scroller, retro, pixel art baseado em retrogames do nintendinho este é um jogo bastante diferente de Odallus. Aqui você é o mercenário ninja Zaku contratado para derrubar a Oniken, organização global que instaurou um governo totalitário mundial. O jogo é focado na ação e lembra um pouco os antigos jogos de Ninja Gaiden, Strider, Battletoads e Contra. 

Porque gostaríamos de ver no Switch: Os motivos são os mesmos do anterior: um jogo muito bem feito, divertido, dificil (muito mais que Odallus) e inspirado em games que foram sucesso no Nintendo e Super Nintendo.

12 - Out There Somewhere (Plataformer) - 2011

Out There Somewhere mistura elementos de plataformers, ação, shoot’n up e quebra cabeças num jogo eletrizante em pixel art onde você deve sobreviver a um mundo alienigena. No jogo você é Yuri um astronauta que caiu em um planeta desconhecido e de posse de uma arma de teletransporte (que lembra um pouco a arma de Portal) para tentar escapar deste mundo e enfrentar novamente seu arquirrival responsável pelo seu confinamento neste planeta.

Porque gostaríamos de ver no Switch: No PC é um jogo bastante barato e ainda assim muito divertido. Apesar de curto seria uma boa pedida pra jogar em um fim de semana.

13 - Qasir al Wasat (Stealth) - 2012

Qasir al-Wasat é um jogo de action-adventure stealth num enigmático palácio da Síria do século 12. Você joga como uma criatura invisível invocada de outro mundo para uma missão de assassinato enquanto tenta não ser percebida pelos palacianos.

Porque gostaríamos de ver no Switch: Único stealth de nossa lista este é um jogo premiado internacionalmente. Tem uma boa historia, uma ótima mecânica e um level design que completa as qualidades do jogo.

14 - Soul Gambler (Visual Novel) - 2013

Soul Gambler é uma mistura de Visual Novel (um gênero em que estranhamente o Brasil tem se destacado com vários titulos) e adventure. A história é baseada no romance Fausto e tem como base a proposta que o protagonista (Fausto) recebeu: venderia a sua alma em troca de favores? A resposta será dada pelo jogador e terá como consequência os desdobramentos de um dos seis finais diferentes do jogo.

Porque gostaríamos de ver no Switch: Escolhemos esse jogo pela qualidade dos desenhos e pelo ótimo roteiro. É bastante curto (apesar dos seis finais) mas o baixo preço pode torna-lo atrativo.

15 - Starlit Adventures (Aventura) - 2015

Starlit Adventures é um jogo original gratuito de ação/aventura-plataforma para todas as idades, especialmente criado para mobile. Ele traz horas de diversão com ótimos controles, personagens adoráveis, visual rico e uma grande variedade de mecânicas de jogo para assegurar uma experiência valiosa e memorável. No jogo você deve ajudar os protagonistas Bo e Kikki Starlit a encontrar e devolver as estrelas que Nuru roubou do céu e escondeu pelo Mundo Baixo!

Porque gostaríamos de ver no Switch: Se tirar o aspecto f2p e vende-lo como um jogo fechado esse seria um jogo perfeito pra o console da Nintendo. Na verdade enquanto jogamos nós discutiamos o tempo inteiro como esse jogo ficaria bom em um console Nintendo.

Bonus +1 - Toren (Aventura) - 2015

Toren, um jogo de aventura, é provavelmente o jogo mais bonito dessa lista. O jogo se destaca pela visual e pela historia que contem referencias a mitologias tradicionais (especialmente a cabala). Na história você controla uma garota (Moonchild) presa em uma torre e que deve escapar dela enquanto cresce (de bêbe a idade adulta) enquanto enfrenta um terrível dragão.

Porque gostaríamos de ver no Switch: A direção de arte e o bom roteiro fazem essa uma indicação indispensável ao Switch.

Qual jogo feito por brasileiros você gostaria de ver no Nintendo Switch?